0
Notícias

FRENTE LIBERDADE CORINTHIANA – CHAPA 21 – PROTOCOLA REQUERIMENTO VISANDO TRANSPARÊNCIA DAS INFORMAÇÕES DO CONTRATO DE CESSÃO DE NAMING RIGHTS DA ARENA NEO QUÍMICA

By 29 de setembro de 2020 No Comments

Nós, da FRENTE LIBERDADE CORINTHIANA – CHAPA 21, protocolamos no último domingo, 27/09/2020, requerimento solicitando a intervenção do presidente do Conselho Deliberativo, sr. Antonio Goulart dos Reis, para que o contrato referente à cessão dos naming rights da Neo Química Arena seja apresentado aos Conselheiros, conforme dita o Estatuto do Sport Club Corinthians Paulista.

A FRENTE LIBERDADE CORINTHIANA – CHAPA 21 já havia protocolado requerimento junto à Presidência do Corinthians pedindo vistas do referido contrato, bem como de todas as suas tratativas. O intuito de tais reinvindicações é garantir com transparência se os interesses do Corinthians foram devidamente respeitados. É necessário aclarar, entre outras coisas, quais são os termos do contrato, se houve pagamento de comissão pela concretização do negócio e, em caso positivo, de quanto e para quem. Até agora, Andrés Navarro Sanchez simplesmente ignorou o documento protocolado pela FRENTE LIBERDADE CORINTHIANA.

Aguardamos resposta positiva do ilustre Presidente do Conselho Deliberativo, sr. Antonio Goulart dos Reis, no sentido de intervir em favor dos membros do Conselho que ele preside. É de fundamental importância para todos os torcedores, associados e membros dos Conselhos que tal contrato seja apresentado e analisado, de forma transparente, a fim de garantir que os interesses do Sport Club Corinthians Paulista sejam preservados.

 

Leia abaixo a íntegra do requerimento:

Ilustre Presidente do E. Conselho Deliberativo do Sport Club Corinthians Paulista

Leandro Jorge Bittencourt Cano, conselheiro trienal, membro da Frente Liberdade Corinthiana e representando neste ato os demais conselheiros subscritores do requerimento sobre a venda dos “naming rights” da Arena Corinthians firmado com a empresa Hypera Pharma, o qual fora devidamente protocolado perante a secretaria especial do clube, vem, mui respeitosamente, solicitar a sua intervenção junto à diretoria, a fim de obter os documentos e respostas almejadas, eis que a recusa foi manifesta, contrariando o estatuto social.

Sendo assim, como Vossa Senhoria é o representante mor do Conselho Deliberativo (art. 86), tendo como obrigação precípua zelar pelos interesses legítimos de seus membros e o respeito à nossa lei maior (art. 81, J), há de dar guarida à pretensão ora formulada, a fim de propiciar a fiscalização deste ato da diretoria por quem de direito, evitando-se nova intervenção judicial.

Aguardo resposta no prazo de 05 dias.


É o que se requer.

Atenciosamente.

 

FRENTE LIBERDADE CORINTHIANA
Só a Verdade libertará o Corinthians!

Leave a Reply