Nota de PesarNoticías

O suicídio do ex-presidente peruano e o rastro de destruição causado pela Odebrecht.

Suicidou-se na manhã de terça-feira, 17/04/2019, o ex-presidente do Peru Alan Garcia. Ele deu um tiro em sua própria cabeça após ser condenado por corrupção e receber ordem de prisão da polícia peruana. O caso de corrupção pelo qual Alan Garcia era investigado refere-se ao pagamento de propinas milionárias a políticos feito pela Odebrecht.

 

Em vários países do mundo, e principalmente aqui no Brasil, a Odebrecht conseguiu causar danos catastróficos por meio de um mecanismo institucionalizado de corrupção e de pagamentos de propinas. Parece que o único lugar do mundo que não foi afetado pela destruição causada por ações criminosas da Odebrecht incrivelmente é o Corinthians! Seria um verdadeiro milagre de São Jorge? Deve ser por isso que a administração de Andrés Sanchez não aciona a Odebrecht na Justiça para que essa construtora devolva os R$300 MILHÕES devidos ao Corinthians por não ter entregue as obras da Arena devidamente finalizadas, sem erros de construção e em consonância com o projeto contratado. Afinal, o Corinthians é um Paraíso!

 

A Frente Liberdade Corinthiana, que sempre é a favor da vida, lamenta a morte de Alan Garcia, a omissão da Administração Andrés Sanchez em relação à Odebrecht e o uso exacerbado de sarcasmo neste texto.

Postagens Relacionadas
Noticías

MUDANÇAS NO ESTATUTO DO CORINTHIANS: ENTENDA AS RAZÕES

O Sport Club Corinthians Paulista convocou seus associados aptos (maiores de 18 anos, com mais de 5…
Leia mais
Dentro de CampoMulherNoticías

TRICAMPEÃS BRASILEIRAS! O CORINTHIANS DEU SHOW!

Foi uma vitória maiúscula na final, com direito a show e a gol de bicicleta! E assim, o…
Leia mais
MemóriaNota de PesarNoticías

Luciano Momesso Alcântara

A Frente Liberdade Corinthiana – Chapa 21 lamenta o falecimento de Luciano Momesso Alcântara…
Leia mais
Newsletter
Assine nossa newsletter

Inscreva-se para receber nossas novidades. Insira seu melhor e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.